Nao a Uber - Stop Uber

Uma marcha lenta de protesto dos taxistas contra a Uber em Portugal
Sexta, 29 Abril 2016 | Economía

Os taxistas cumprem hoje uma marcha lenta de protesto contra a Uber em Portugal, na qual esperam a participação de quatro mil carros em Lisboa, dois mil no Porto e 500 em Faro. Em declarações à Lusa, o presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, disse que esta iniciativa será o culminar de uma semana de luta contra a actividade daquela plataforma em Portugal.

Em Faro, os taxistas vão juntar-se no Estádio do Algarve, passar pelo aeroporto e parar junto à Câmara Municipal, onde também esperam ser recebidos. Os carros vão circular com autocolantes e bandeiras com palavras de ordem como "A Uber é ilegal" ou "A Uber é crime nacional".

Esta é uma iniciativa conjunta da FPT e da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (Antral). A Antral - Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros e a FPT - Federação Portuguesa do Táxi, as duas associações representativas do sector do táxi, iniciaram na segunda-feira uma semana de luta para pressionar o Governo a suspender a actividade do serviço de transporte privado Uber, que permite chamar um carro descaracterizado com motorista privado através de uma plataforma informática.

Publicidade